O Verdadeiro Amor

1a Corintios 13 e 14: 1 parte A.

No primeiro livro do Ap Paulo para os Coríntios ele escreve bem rasgado sobre o que é o amor, sobre o poder e sobre as formas de manifestação. Dizendo simplesmente os que muitos já disseram em discursos apaixonados, mas nesse sentido, é como se ele dissesse, que sem o amor, nada poderia acontecer, e que ele é muito diferente do que o mundo diz, e o que o mundo prega.

13.4 Quem ama é paciente e bondoso. Quem ama não é ciumento, nem orgulhoso, nem vaidoso.

13.5 Quem ama não é grosseiro nem egoísta; não fica irritado, nem guarda mágoas.

13.6 Quem ama não fica alegre quando alguém faz uma coisa errada, mas se alegra quando alguém faz o que é certo.

13.7 Quem ama nunca desiste, porém suporta tudo com fé, esperança e paciência.
1Coríntios 14.1 Portanto, esforcem-se para ter amor.

Vamos desmembrar, versículo por versículo, o amor é paciente e bondoso. Sabe hoje em dia não somos pacientes e bondosos se não sermos cheios do amor do Pai que quebra o nosso orgulho e a nossa justiça própria. Não tem como sermos bondosos, quando temos o poder de dizermos a última palavra, quando temos a razão de tudo, coisas que o orgulho faz, resumindo, onde o orgulho reina, não há paciência e amor.

Quem ama não é ciumento, nem orgulho, nem vaidoso, os ciúmes são movidos pelas desconfianças que as pessoas têm com quem ela mais ama, e o orgulho é a forma de dizermos que podemos viver sem o perdão e sem o amor, que não é possível, e a vaidade, vai além de se cuidar, mas de achar que você é autossuficiente, na realidade nem por um segundo.

Outra parte, o amor não é grosseiro nem egoísta, nem fica irritado e nem guarda magoas, é como se quem se move no verdadeiro amor, se movesse na contramão do padrão desse mundo, porque é muito fácil ficarmos irritados com as pessoas, e nos movermos na grosseria e guardarmos magoas, com isso carregamos na nossa história até que o perdão seja liberado, a pessoa nas nossas costas, e ainda pior, mesmo que a pessoa morra, continuamos carregando.

Quem ama, não fica irritado quando as coisas dão certo, e nem se alegra quando tudo dá errado, dizendo eu avisei, você não me ouviu, você é um teimoso. Isso não é amor, é outra coisa, ver a pessoa se dando mal, se alegrando com as calamidades ao seu redor, é terrível. Para dizer mais, existe uma linha tênue que separa o amor do ódio, e esse versículo mostra como é fácil passar desse limite.

Esse versículo mostra um desafio para nós nesse tempo onde o amor tem se esfriado, e a fé tem sido vendida, e o céu está bem perto. Quem ama nunca desiste, suporta tudo com fé, esperança e paciência. É como se olhássemos para dois personagens Jó e Jesus.

Jó perdeu tudo, ficou doente, e com fé, esperança e amor suportou até o fim, nunca negando a sua aliança com Deus, e teve um grande presente, de conhecê-lo de verdade. Quantas vezes na primeira crise titubeamos? Desistimos? Várias e várias vezes. Jó não desistiu, ele sabia que existe um Deus acima de tudo isso, acima da dor, acima da morte, acima de tudo, e teve o privilégio de ser restaurado em tudo, e o diabo foi envergonhado.

E o segundo personagem, o nosso senhor e salvador, Jesus. Esse realmente merece todos os méritos, porque Ele tinha todos os motivos de desistir desde que ele se viu no ventre de uma jovem, nascendo num estábulo, crescendo numa cidade pequena, limitado, vivendo como um ser humano, julgado, esquecido, ninguém dava valor, mas ele permaneceu e fez vivo esse versículo, que o Ap Paulo disse anos depois, então não temos desculpas certo?

Então somando tudo isso, que desculpas temos para não mergulharmos nesse grandioso amor? Nenhumas. Nem a correria do seu dia a dia, ou a moleza de ficar vendo o dia passar, podem te separar de um fato, que Jesus te ama, que Ele espera que esse amor gere vida em você, e que o mundo saiba, que a sua morte valeu a pena, para não somente salvar toda a humanidade, mas para salvar você, e sim Ele faria tudo isso de novo, por amor, simplesmente por amor.

E para fechar, um versículo bem forte, que devemos nos esforçar para ter o amor, e como termos o amor? Quando mergulhamos no Senhor, quando somos marcados pela sua graça, quando o conhecemos, porque Ele é o amor, e quanto mais nos esforçarmos para sermos como Ele é, mais do amor que está em cima é manifesto em todo o mundo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s